Famasul lança durante live a campanha “Prevenção e Combate a Incêndios 2020”

Esta época do ano há muita queimada e a Famasul e o Senar/MS, Governo do Estado, Corpo de Bombeiros Militar e Ibama lançaram a Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios 2020, durante a live que oficializou a 8º edição da iniciativa, aconteceu nesta sexta-feira (05), no Dia Mundial do Meio Ambiente.

Em 2019, Mato Grosso do Sul registrou mais de 11, 6 mil focos de incêndio florestal, um aumento de 389% em relação ao mesmo período de 2018. Diante dos números, que colocaram o o estado em 6º lugar do ranking nacional, a Reflore/MS

“No ano passado tivemos um ápice de focos, como há muito tempo não acontecia. Uma marca que não queremos repetir. Envolver setores público e privado, no propósito de conscientizar a sociedade sul-mato-grossense, é a meta desta iniciativa. Em 2019, capacitamos com a metodologia de Formação Profissional Rural do Senar/MS, aproximadamente mil pessoas. Difundir conhecimento, alcançar números positivos, preservar o meio ambiente, dar continuidade ao excelente trabalho desempenhado pelos produtores rurais, tudo isso faz parte da missão ambiental do agro”, explica o presidente da Famasul, Mauricio Saito, ressaltando a parceria com o Ibama e o Corpo de Bombeiros.

Para o presidente da Reflore/MS, Moacir Reis, apesar do momento delicado, o assunto tem que estar em pauta. “Temos 1,2 milhão hectares de área plantada, somos o 2º no país. Este é um setor que tem se destacado cada vez mais dentro do agronegócio. São pessoas, fauna, flora e economia. É preciso que haja treinamento, envolver cada vez mais segmentos. Pessoal ou virtualmente, o mais importante é fazer isso acontecer nos quatro cantos do estado”.

O secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), também participou do evento virtual. “A campanha tem cumprido seu papel. A cada ano tem uma proposta diferente, mas sempre com o mesmo objetivo de combater e prevenir o fogo. Não temos condições de realizar tudo isso sem essa rede de instituições envolvidas. Estamos em plena pandemia, um fator adicional que consome recurso financeiro e humano, e que exigirá ainda mais empenho de todos”, acrescenta.

Também participaram da transmissão o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar de MS, Joilson Alves do Amaral e Alexandre Pereira, representante do representante do Ibama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *