Nanda Sant ‘Anna, um “espetáculo de Trans”, que trabalha para concluir seu clipe musical

Mulher Trans, estudada, empoderada, sonhadora e empreendedora é a jovem de 23 anos, Três Lagoense que se denomina preta, pobre, artista e sonha alcançar vidas com sua música e provar que é possível viver de sua arte e ser feliz, afinal cada ser humano é único e como ela mesma afirmou ninguém é substituível, e as Trans podem ser de “família”, sim.

Nada Sant’Anna é dançarina de Hip Hop e iniciou seu trabalho cedo na cidade e depois foi para São Paulo. Hoje corre atrás do novo projeto, como cantora de “Pop brega funk”, dona do canal no youtube “Nanda Sant’Anna”, sua música “Com quem será?”, já pode ser ouvida, mas está no forno a produção do clipe, que promete sair quente, em março deste ano de 2021, mês de seu aniversário.

A canção nasceu de um sonho, sonho desses que acontece quando dormimos e quando acordamos tudo era sonho, neste caso a luta é para torna.lo real.

Já idealizado, como viu em seu sonho, hoje ela busca recursos e parceiros para que possa finalizar o clipe e em breve lança.lo como deseja. “Necessito de um vestido de noiva, aparelhagem de som e algumas cadeiras para que eu possa fazer o cenário do clipe. Em troca proponho divulgar o nome das lojas, brechós e empresários que entrarão como meus parceiros no roteiro do clipe”, explicou Nanda.

Dona de uma história de vida incrível, desde criança sabia que o Weleson era menina e não menino. Contou com o apoio da mãe e de sua avó que desde muito cedo incentivou a criança deixar florecer seu lado feminino. Aos 15 anos nasceu a Nanda, morena dos cachos soltos, dona de si e que já amava a arte e abraçou sua escolha de se assumir mulher Trans (transexual), e provar que existe vida honesta fora da marginalidade para as mulheres Transsexual, sim. Em São Paulo em 2017 foi a primeira Trans a apresentar um espetáculo como dançarina de hip hop.

Hoje ela lamenta que muitas Transsexuais, Drags que iniciaram o movimento estão esquecidas e nem sempre valorizadas como deveriam. Um desses exemplos citados é a Trans atriz, Silvetty Montila.

Quando questionada sobre suas inspirações dentre elas está o Sul Matogrossense, Ney Mato Grosso, Cazuza, Mamonas Assassinas, Maycon Jackson e sua diva mor é BIONCE.

Simples e sonhadora, Nanda sabe aonde quer chegar e batalha atrás de seus sonhos. Sua base familiar é muito forte e ela se orgulha ao contar a trajetória de vida de sua mãe, mulher forte, corajosa que criou três filhos e também é dona de uma história digna de se tornar um filme. Mas esta será outra história que contaremos.

 

 

One thought on “Nanda Sant ‘Anna, um “espetáculo de Trans”, que trabalha para concluir seu clipe musical

  1. Vai em frente já te falei varias vezes sua estrela tá a caminho sonhe acredite vai se realiza seu sonho seu trabalho tenha fé humildade caráter simplicidade Deus já tá planejando todo seu sucesso mantenha o foco coisas negativas transforme em coisas positivas pois é de uma planta sem água abandonada que todos falam mal que tá sem folha sem flor que uma coisa positiva aparece uma simples gota de água que a transforma a planta e faz ela ter várias folhas e da muitas flores bonita com o perfume mais intenso mantenha sua fé seus sonhos e Deus sempre na frente Boa sorte .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *