Azambuja assina decreto para combater corrupção nas administrações publicas

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB), na ultima terça (7), assinou o Decreto Estadual de Dados Abertos e o decreto que cria o Programa MS Integridade (PMSI).

Desde que assumiu o comando do Governo do Estado em 2015, o governador Reinaldo Azambuja tem se empenhado para fomentar o ambiente de maior transparência, participação social e combate à corrupção na administração pública estadual.

“É fundamental as estruturas governamentais se organizarem para promover a transparência ao cidadão. É uma evolução constante para que tenhamos consciência do controle interno e de procedimentos que tornam mais eficiente o combate à corrupção e desvios”, afirmou o governador no ato da assinatura.

Além de criar a Controladoria-Geral do Estado (CGE-MS) e implantar o Portal da Transparência Estadual, que garantiu a Mato Grosso do Sul o status de estado mais transparente do Brasil, a gestão de Reinaldo inaugurou canais de comunicação com o cidadão: e-SIC e e-OUV.

Ambos decretos foram assinados na 1ª Conferência Sul-Mato-Grossense de Governança Pública e Combate à Corrupção – Ferramentas de Auditoria, Controle e Governança na Gestão Pública. O evento reúne gestores do Executivo, Legislativo e Judiciário de todo o Mato Grosso do Sul.

Segundo a auditoria, os órgãos municipais são os menos preparados para combater esse crime. A auditoria durante o evento também mostrou falhas na escolha de administradores do bem público. De 1.572 dirigentes avaliados, 47 não são ficha limpa, 680 não têm experiência e 281 não têm curso superior. Na ocasião, dois decretos foram assinados pelo governo do estado para melhorar a gestão e a transparência dos gastos públicos.

Já visando as eleições de 2020 o Governo se prepara para que o Estado faça a diferença combatendo a criminalidade, assim como administradores sem curso superior o que facilita a corrupção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *