Jamil Name morre de Covid19 no Rio Grande do Norte

O empresário Jamil Name, acusado pelo Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul de chefiar organização criminosa que teria executado várias pessoas em Campo Grande faleceu no último domingo de Covid 19 em um hospital do Rio Grande do Norte aonde ele estava internado desde o dia 31 de maio.
Seu filho Jamil Name Junior, deputado estadual homenageou o pai com uma postagem na qual falou sobre sua admiração ao pai, acusado de chefiar “jogo do bicho”no estado dentre outras acusações.

No início de junho deste ano, os familiares do empresário tentaram junto à Justiça a transferência de Name para um hospital em Brasília. A família conseguiu a autorização, mas não foi possível fazer a tempo.

Segundo o advogado dele, Tiago Bunning, Name foi levado do presídio federal de Mossoró para o hospital, no dia 31 de maio, e estava sob escolta de agentes. No início de junho, o acusado pelo Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul de chefiar organização criminosa que teria executado várias pessoas, em Campo Grande, havia sido intubado.

Jamil Name era peça central da operação Omertá que foi deflagrada em setembro de 2019, quando a Polícia Civil de Mato Grosso do Sul e o Gaeco prenderam empresários, policiais e, na época, guardas municipais, investigados por execuções no estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *