Sargento volta atrás em posicionamento a respeito do ensino híbrido

Um dos temas que vem movimentando os poderes Executivo e Legislativo de Três lagoas e também dividindo opiniões é sobre o ensino municipal que retomou no formato híbrido e que tem preocupado os educadores. Na sessão da Casa de leis de ontem (3), durante a presença e explanação da presidente do SINTED (Sindicato dos Educadores), Maria Diogo vereadores que apoiavam a volta do ensino presencial agora estão repensando como foi visto com a fala do vereador Sargento Rodrigues.

Sargento Rodrigues, que defendia o ensino presencial, mudou sua opinião e diz preferir o ensino remoto, já que a Rede Estadual também está desta forma. “São dois pesos e duas medidas”. O vereador menciona a dificuldade dos profissionais para atender de forma híbrida. “Os professores não conseguem dar atenção nem para quem está presente e nem para quem está remoto. Nesse semestre, o correto é permanecer 100% on-line e o sindicato tem meu apoio”. E completa: “Pedi sim [o retorno presencial], como pai, mas dessa forma como está não funciona”.

Rodrigues um dos principais apoiadores do prefeito Angelo Guerreiro e que pedia pelo retorno das aulas presenciais.

Na sua fala ele também se atrapalhou ao confundir o formato usado em escolas particulares e o que está sendo aplicado na Rede municipal, qual envia apostilas e não tem plataforma digital simultânea com os alunos que estão em suas casas.

Sobre seus requerimentos e pedidos ao executivo o vereador destacou a importância da vacinação nos trabalhadores do cemitério local. lembrando que fazem parte, sim, do grupo prioritário por tratarem diretamente com contagiados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *