Vereadora republicana cobra hospital regional e repreende fala do secretário de Saúde

A vereadora  de Três Lagoas, Sayuri Baez (REPUBLICANOS) , fez um vídeo na última noite (27), cobrando o Secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende (PSDB), pelo hospital regional que foi prometido ser entregue em três Lagoas, além de ter uma ala de referência na especialidade de oftalmologia, mas até agora nada. E contrariada trouxe sua indignação quanto a fala de Rezende defendendo hoje na Casa de Leis da Capital o Passaporte Sanitário.

A fala do secretário repercutiu, pois em sua visão os contrários, são “nazistas e fascistas”. O discurso aconteceu na Câmara da Capital que estava repleta e agitou quem estava no local.

No vídeo Sayuri afirmou que foi um discurso frustrante. “Secretário, temos tanto trabalho para fazer e o senhor perde o seu tempo para falar de passaporte sanitário. Nós de Três Lagoas desde 2017 estamos com a promessa do hospital Regional que ficaria em dois anos prontos e estamos terminando 2021 e passados cinco anos, nada! O Senhor disse em uma entrevista quando esteve na cidade, que este hospital seria referência de Estado na área de oftalmologia. E aonde está este hospital que não termina?”, indagou a vereadora que cobrou duramente a obra que vem sendo prorrogada.

A fala de Resende em que taxou de “nazistas e fascistas”, quem não admite o Passaporte, aconteceu na audiência pública, na Câmara Municipal de Campo Grande na tarde desta segunda-feira (27), para debater sobre o ‘passaporte da vacina’, que começou com vaias, gritos e diversos posicionamentos contrários ao projeto. Durante a audiência na Capital, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, foi chamado de genocida.

No local havia o lado do público que gritava por “vacina sim” e “retorno seguro”. Outra parte da plateia por “liberdade” e “vacina não”. E. postura do secretário repercutiu em todo o MS, como visto  no vídeo da vereadora de Três Lagoas e que aguarda a entrega de uma obra que salvará milhares de vidas da Costa Leste,.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *