Governo do MS apresenta medidas de contenção e fala de casos suspeitos

Nesta Segunda -feira (16), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), anunciou medidas de contenção no Estado, proibiu bombeiros militares e servidores da área de saúde estadual, como médicos e enfermeiros,  de tirar férias durante o período de pandemia do Covid-19 (o novo coronavírus).

Durante a coletiva afirmou que o ápice deve acontecer no Estado em abril e pede que as pessoas já se preparem, caso aumente os casos da doença.

Além dos dois casos confirmados, o Estado conta com quatro suspeitos: dois deles em Dourados, um em Campo Grande e outro em São Gabriel do Oeste.

Os principais sintomas da doença são febre acima de 38ºC, tosse e dificuldade para respirar. As medidas de prevenção estão ligadas a hábitos de higiene como evitar tocar os olhos, nariz e boca sem higienizar as mãos, cobrir o rosto ao tossir e evitar compartilhar objetivos pessoais, além de evitar aglomerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *