Estado entrega Kit merenda da Agricultura Familiar no interior do MS

O Governo do Estado está entregando produtos que iriam para a merenda escolar aos alunos da rede estadual de ensino, incluindo itens da Agricultura Familiar. A estimativa da Secretaria de Educação é de que 210 mil estudantes sejam beneficiados com os alimentos durante a suspensão das aulas presenciais.

A Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) e sua vinculada Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), articularam a separação dos produtos que integram o Pnae (Programa Nacional de Alimentação Escolar) em kits.

“A equipe técnica fez um trabalho importante de fracionar esses produtos para que atendam o maior número de famílias possíveis, contribuindo para a subsistência dessas pessoas e garantindo a continuidade da produção da agricultura familiar”, afirma o titular da Semagro, secretário Jaime Verruck.

O diretor da EE José Barbosa Rodrigues, Edvaldo Lourenço da Silva, explica que foram montados kit do mercado e também um kit baseado nos itens da agricultura familiar, com alface, repolho, cenouras, bananas, laranjas, tomates e cheiro verde. “Fizemos uma ‘live’ com os pais, para combinar os horários e evitar aglomeração. Dividimos as salas por dia e período. O resultado foi muito bom, tivemos movimento constante, mas sem filas ou aglomeração. Aproveitamos, inclusive, para conversar sobre a realização das atividades. Foi muito bom”.

A composição dos kits, destacada pelo diretor, foi pensada com base nos cardápios e conforme licitação de cada escola, uma vez que a modalidade de gestão do Governo é Escolarizada e, com isso, a unidade – por intermédio da Associação de Pais e Mestres (APM) – tem autonomia na execução até a prestação de contas do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). A base de cálculo, para a definição da quantidade, foi feita com base no período de dois meses, contemplando o recesso escolar, visando atender a agenda pontual de carência nutricional e específica para os estudantes da REE.

“Incluímos nos kits os alimentos da Agricultura Familiar, com a distribuição dos perecíveis, alimentos ‘in natura’ (hortaliças e frutas), entregues com os não perecíveis, sempre observando e respeitando os hábitos alimentares e especificidades culturais das comunidades”, explicou a coordenadora de Alimentação Escolar da SED, Jackeline de Souza, que detalhou os cuidados com a seleção. “Orientamos para o devido cuidado em garantir a qualidade higiênico-sanitária dos gêneros durante a seleção e o armazenamento dos itens, que devem estar acondicionados no kit, de forma a garantir a proteção contra contaminantes”, completou.

A mobilização também gerou importantes resultados no interior do Estado, com o avanço da distribuição dos kits em todo o Mato Grosso do Sul. Em alguns locais, como a região de Corumbá e Ladário, orientada pela equipe da Coordenadoria Regional de Educação local (CRE-3), a montagem foi concluída na semana passada e as entregas começaram nesta segunda-feira (4).

Em todo o Estado, as entregas dos kits de alimentação escolar seguirão nesta semana que marca o início do recesso escolar, válido até o próximo dia 18 de maio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *