Prefeitura realiza afastamento “suspeito” de médico, depois de grave denuncia

O vereador Davis Martinelli (PROS), levou ao plenário na ultima sessão (28), uma grave denuncia a respeito de médicos que exerciam como especialistas, mas sem ter a especialidade comprovada exigida pelo concurso publico.

A Lei do município prevê que os médicos especialistas que ingressam através do concurso publico necessitam apresentar o certificado da especialidade exercida, mas em Três Lagoas, não era isto que estava acontecendo, pois  9 médicos que estão  exercendo a função sem ter o documento exigindo o titulo de especialização estão trabalhando normalmente. Apenas três médicos ingressados no concurso publico, dos nove existentes na cidade, tem a documentação exigida. O vereador pediu explicação, mas a prefeitura apenas respondeu que eram  formados e que havia um prazo para a apresentação. No entanto mesmo sem a documentação estes médicos ja haviam sido empossados de forma irregular.

“Eu não estou agindo com a emoção, mas com a  razão. O município esta dando posse para médicos sem serem especialistas, como previsto no concurso. Por isto temos muitas vidas morrendo em nossa cidade. PASMEM,  estes médicos tomaram possem sem o requisito obrigatório de ter o titulo necessário”, indignado relatou o vereador que ja apresentou a denuncia no MPE ( Ministerio Publico Estadual).

Apos a denuncia dois dias depois a prefeitura, antes mesmo do inicio da investigação aberta na Casa de Leis, afastou subitamente um desses  profissionais, por 30 dias. O afastamento foi publicado no Diário Oficial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *