Três Lagoas aparece no Jornal “O GLOBO” com redução de 43% em mortes violentas em 2019

O Estado do Mato Grosso do Sul vem trabalhando para diminuir a criminalidade no Estado uma reportagem do jornal O Globo trouxe o sucesso dos investimentos e medidas tomadas no MS que conseguiram diminuir e ate mesmo zerar o numero de homicídios.

O jornal publicou que dos 11 municípios com mais de 40 mil habitantes em Mato Grosso do Sul, 9 tiveram diminuição no número de homicídios. Em Paranaíba, por exemplo, foram registrados cinco homicídios em 2018. No ano passado, não houve nenhum e Três Lagoas a terceira maior cidade do MS aparece com 43% de redução em 2019 comparado ao ano de 2018.

A queda da violência não foi registrada apenas nas grandes cidades. Municípios como Pedro Gomes, Douradina, Laguna Carapã, Batayporã e Figueirão não tiveram nenhum crime que resultou em morte em 2019 como homicídios doloso e culposo, roubo seguido de morte ou feminicídio.

Os outros municípios sem nenhum homicídio doloso no ano passado são Bodoquena, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Pedro Gomes, Nova Alvorada do Sul, Deodápolis, Glória de Dourados, Jateí, Vicentina, Taquarussu, Antônio João e Brasilândia.

A explicação para o resultado está na atuação das forças policiais – com foco no trabalho de inteligência, combate ao tráfico de drogas, aumento do policiamento preventivo e ostensivo, fiscalização das principais vias, prisão dos autores de roubos e esclarecimento dos crimes – e nos investimentos do Governo do Estado. A informação é do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira.

“Dentro de uma política de redução dos índices de criminalidade, o ano passado foi bastante promissor. Fruto de muita dedicação, de muita integração e também dos investimentos que foram feitos. Começamos a colher os investimentos que fizemos desde o MS Mais Seguro”, afirmou o secretário.

O Governo do Estado investiu mais de R$ 130 milhões na segurança pública de Mato Grosso do Sul nos últimos cinco anos e já entregou 685 viaturas e 755 armamentos, além de munições, equipamentos de proteção e investimentos em concursos, formação e promoções, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *