Vereadores varrem mais uma investigação contra prefeitura para o saco

Na manhã desta terça-feira (09), aconteceu a 18ª sessão ordinária em Três Lagoas que precisou ser encerrada antes devido problema na transmissão, e mais uma investigação que fazia parte das 24 denuncias contra a administração protocoladas em 2019, foi arquivada. Desta vez envolvia uma grande rede local de drogarias que estaria envolvida em possível corrupção da Saúde local, mas terminou arquivada.

Na sessão, foram analisados 11 objetos em pauta, sendo oito vetos, um relatório de comissão investigativa e dois projetos de lei.

Mais uma investigação contra possíveis irregularidades que estavam em pauta desde o último ano, foi arquivada.

Apenas um dos vetos foi derrubado. Trata-se do veto ao autógrafo da Lei nº 3.463, de 23 de outubro de 2018, que “dispõe sobre a criação do Fundo Municipal de Esportes de Base”. O vereador Gilmar Garcia, autor do projeto, pediu aos vereadores para derrubarem o veto. “Pensem com carinho nesse projeto, ele vai ajudar, principalmente, as crianças, o futebol de base etc. Além disso, o Fundo pode aceitar doações de empresas”, argumentou.

Até mesmo vereadores da base do prefeito foram contra o veto. “Sempre apoio e ajudo o esporte no município com doações”, ressaltou Jorginho do Gás.

O vereador Realino defendeu o veto, dizendo que a Secretaria Municipal de Esportes, Juventude e Lazer (Sejuvel) já dá o apoio e suporte necessário. “O Poder Executivo tem uma verba específica para esse fomento”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *