Traficante de crack acaba presa por policiais da cidade

No ultimo final de semana, a Policia de Três Lagoas prendeu uma mulher autuada por tráfico de drogas no bairro Zucão.

A GU PM há meses acumulava denúncias de moradores do bairro e informações verbais colhidas em abordagens a usuários de drogas na região, sendo constatado que o modus operandi se resumia na simples troca de valores, que variavam entre 2 e 10 reais,  por pedras de crack. A transação ocorria através de uma brecha disposta no portão de correr da casa (único obstáculo de acesso) da autora. Foi informado ainda que toda a atividade era efetuada na presença de uma criança de aproximadamente 1 ano e 2 meses, filha da mulher.

Durante rondas pelo bairro, na intenção de reforçar o policiamento, foi visualizada a autora, que ao perceber a aproximação da viatura policial, deslocou com a criança nos braços e a passos largos em direção a sua residência (possível local de ocorrência do tráfico), sendo que permaneceu parada em frente a um imóvel próximo até a passagem da viatura policial. Naquele momento não foi possível uma abordagem tendo em vista que a GU PM não dispunha de uma policial feminina para realização de buscas.

Em nova oportunidade, a autora retornava para sua residência e quando deparou novamente com a viatura policial, deslocou e se assentou em uma cadeira de um bar nas proximidades e devido a atitude suspeita da autora a equipe policial entendeu por bem realizar a abordagem. Foi feito contato com uma policial feminina para realizar a busca pessoal na autora, sendo que antes da chegada da policial a autora retirou um objeto de dentro de sua roupa íntima e o descartou dentro de uma lixeira. Os policiais ao perceberem toda essa situação, verificaram que o objeto descartado era a chave da residência da autora e passaram a indagar à mesma se ela havia feito aquilo por possuir droga dentro da residência, o que foi confirmado pela autora.

Já com a presença da policial feminina, passou-se a efetuar busca pessoal na autora, sendo que em momento posterior a mesma franqueou a entrada dos policiais em sua residência e por suas próprias mãos abriu as portas da casa, autorizando o acesso dos agentes de segurança pública para busca domiciliar.

Com o acompanhamento da autora durante toda a busca, já pela sala do imóvel foram visualizadas pelo menos 4 trouxinhas de droga preparadas para a venda e mais 18 pequenas pedras proporcionais em tamanho, da mesma substância, bem como o valor de R$ 99,30, divididos em cédulas de dinheiro nacional e moedas.

Após constatar a materialidade e autoria, em tese, do crime de tráfico de drogas, foi dada voz de prisão à autora  , feito contato com o Conselho Tutelar, que informou que não poderia estar presente no local dos fatos, e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil para registro da ocorrência e demais providências legais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *