Renée Venâncio parabeniza MPE e alerta população contra corrupção no executivo

O proponente da abertura do lixo em Três Lagoas, vereador Renée Venâncio ( PSD), se manifestou sobre a investigação feita pelo MPE que solicitou a improbidade administrativa do atual prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB),  e cobrou junto do pedido de  indisponibilidade de bens dos réus até o valor de R$ 9.626.169,73 para ressarcir eventuais danos ao patrimônio público, em função da contratação da empresa de forma lesiva ao município

Renée entrou com o pedido de abertura desta Comissão processante em 2017 e falou sobre esta ação que em enrolando, mas foi abraçada pelo MPE e no final de dezembro de 2019, apresentou resultados esperados dentro de uma investigação de fato.

“Estamos vivendo uma época que as mascaras estão caindo neste feudo chamado Três Lagoas. Revelações estarrecedoras de desvio de conduta e corrupção estão chegando até as pessoas de Três Lagoas a despeito de parte da mídia local que encobre as ações de servidões e do executivo local. Desde assessores sendo envolvidos com trafico de droga, apreensão de quantias milionárias em casa de ex servidores ou ate mesmo por ações solicitadas por mim. Em maio de 2017 eu pedi a CPI da licitação do lixo e os vereadores arquivaram, mas o MPE pediram a reabertura. Pela segunda vez o MPE entrou em campo para investigar a minha denuncia e o promotor Lanza pediu 9 milhões por improbidade administrativa, muito dinheiro.

O vereador também destacou sobre parte da investigação realizada pelo promotor Lanza que ouviu um servidor que revelou o esquema de falcatrua para favorecer a atual empresa prestadora de serviço do lixo, local. “Em detalhe um servidor ouvido revelou as manobras e falcatruas internas na administração. Três lagoas enfrenta uma desorganização”, explicou o autor do pedido de abertura da CI ( comissão investigativa), que acabou em pizza nas duas vezes investigadas pelos parlamentares da Casa de Leis de Três Lagoas.

Ele também falou sobre a necessidade do povo votar agora em 2020 com a consciência do que a cidade necessita e com coerência participar efetivamente da mudança de cadeiras na Casa de Leis, afim de uma verdadeira renovação.“Preciso que a população acorde e priorize suas necessidades, se libertando das guerras políticas que por mais de 15 anos se altera enriquecendo. Peço que a filosofia banditista do “rouba mais faz”, pare e possamos tira os pés da lama e Três Lagoas vir a ser muito mais do que e. Temos muito dinheiro em caixa e precisamos melhorar a vida do povo da nossa querida Três Lagoas.” Declarou Renée Venâncio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *