Senador reativa parlamento em prol da amazonia

Depois de nove anos desativado, o  senador Nelsinho Trad (PSD) conseguiu reativar o Parlamento Amazônico (Parlamaz). Nesta manhã, em reunião online com representantes de todos os países que têm seus territórios na Amazônia (Brasil, Bolívia, Colômbia, Peru, Venezuela, Suriname, Guiana e Equador), o grupo atendeu o regimento legislativo e elegeu a presidência do Parlamaz. “Para mim, essa reativação do parlamento como se estivesse nascendo uma instituição que com a nossa união, nós vamos mostrar ao mundo que nós estamos atentos e vigilantes para defender os nossos países e o nosso território da Amazônia”, discursou o senador Nelsinho Trad.

Por unanimidade, os senadores e deputados dos nove países envolvidos, por solicitação da senadora da Bolívia Romínia Gomez, conclamaram o senador Nelsinho Trad para conduzir os trabalhos do Parlamaz em 2021. “No mais tardar em 30 dias, até  21 de janeiro, um nome deve ser indicado pela delegação para ocupar o cargo de vice-presidente. Posteriormente a isso, nós iremos fazer uma reunião com os indicados para definir o plano de trabalho que contemplará o desenvolvimento sustentável da OTCA (Organização do Tratado de Cooperação Amazônica).

A deputada da Bolívia, Aleiza Alcira Rodriguez, agradeceu o empenho do senador Nelsinho Trad para essa reativação. “Sem a sua atuação, isso não estaria ocorrendo, agora podemos ter um plano de trabalho”, disse.

“Aqui da Colômbia, agradecemos esse apoio para reativação do Parlamaz. O senador Nelsinho Trad nos representa e estamos aqui trabalhando pelas relações internacionais para que ajudem os povos indígenas que preservam a Amazônia. Estaremos juntos com nossos irmãos equatorianos, venezuelanos, bolivianos, brasileiros para desenvolver a preservação sustentável”, disse o deputado da Colômbia, Harold Valência.

 

 

Histórico do Parlamaz

O Parlamento Amazônico foi criado em 1988 para estabelecer políticas integradas e estreitar as relações entre os países-membros na discussão sobre as questões amazônicas, promovendo a cooperação e o desenvolvimento sustentável da região amazônica. Reúne representantes do Brasil, Bolívia, Colômbia, Peru, Venezuela, Suriname, Guiana e Equador.

Esse parlamento funcionou alguns anos e acabou desmobilizado, sendo reativado em 2001, com nova paralisação alguns anos depois. Em 2008, o Senado teve representante em reunião do Parlamaz no Peru. Em julho desse mesmo ano, o Congresso Nacional sediou reunião que resultou em carta de Brasília.

Desde 2011, não houve mais nenhuma atividade. Em dezembro de 2019, em reunião da Embaixada do Equador, o senador Nelsinho Trad foi convidado por membros da OTCA a reativa o Parlamaz. “Em fevereiro deste ano, tentei, mas os planos foram interrompidos pelo Covid-19. Agora, o desejo é abraçar cada um, espero que 2021 seja o ano imunidade. Peço a Deus que possa livrar a todos nós, os nossos países e os nossos povos dessa terrível pandemia, e possamos juntos trabalhar pela nossa Amazônia”, disse o senador Nelsinho Trad.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *