Empresa beneficia doadores de sangue na Capital

Empresas empenhadas em ajudar no combate do Covid-19 estão fazendo a diferença no Estado e contribuindo para que tudo possa passar de forma mais amena.

Nesta segunda-feira (15), o titular da Semagro, secretário Jaime Verruck, e o presidente da Biosul, Roberto Holanda, estiveram na sede do Hemosul em Campo Grande para apoiar a ação. Lá encontraram o Ives de Oliveira, 57, que tem a pratica de doar sangue há mais de 20 anos e é considerado um doador fenotipado, ou seja, com características para doar para pacientes específicos.

No Hemosul também estava o cantor Mariano, da dupla Munhoz e Mariano, doando plasma. Ele é o primeiro paciente curado de covid-19 a doar plasma para estudos em pacientes graves com a doença. A doação do cantor integra uma pesquisa realizada pela Secretaria de Estado de Saúde em parceria com a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP.

“Mais uma vez a parceria com a Biosul e o Grupo Refriko dando bons resultados, desta vez produzimos álcool 70% exclusivamente para atender doar às pessoas que fazem esse ato de generosidade, que é a doação de sangue”, afirma o secretário Jaime Verruck, titular da Semagro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *