Debate com candidatos a prefeito da cidade traz luz para o embate de idéias e propostas

O debate eleições 2020 promovido pelo veículo Rádio web noticias Três Lagoas de Juvenal Moreira, alcançou na noite da última quinta-feira (29), mais de 18 mil pessoas puderam conhecer as propostas dos cinco candidatos a prefeito  da terceira maior cidade do MS, Três Lagoas, que prestigiaram o debate.

Angelo Guerreiro (PSDB) e Coronel Ênio (PSL), não participaram sem esclarecimentos sobre suas ausências. E foram questionados porque não foram expor suas propostas.

O debate teve duas horas de duração, sendo dividido em cinco partes. Os candidatos puderam responder questões feitas por jornalistas, responderam as mesmas perguntas feitas pelo organizador do evento, Juvenal, além de terem tido a oportunidade de perguntarem entre si questões de interesse público.

O candidato do Solidariedade, Sebastião Neto defendeu a categoria dos servidores e deixou claro que a eleição está nas mãos dos servidores, que por serem inúmeros podem virar o jogo afim de viverem o verdadeiro reconhecimento da categoria que vem sendo esquecida e perseguida em Três lagoas.

A candidata do PSOL, Kaely trouxe questões sobre a Saúde, MST, explanou muito bem sobre suas propostas sobre transporte público e partiu para cima do candidato do PL, Renée Venâncio, fazendo perguntas sobre a postura dele como policial e indagou sobre a importância das mulheres. Ela defendeu a Saúde, como enfermeira, e destacou sua gestão voltada para as minorias e os mais necessitados.

Renée Venâncio  (PL), por sua vez, falou sobre as investigações contra a administração e rebateu sobre os empréstimos costumeiros da atual administração. Em sua fala foi categórico que sendo eleito irá interromper o empréstimo milionário com Venezuela, e que seu plano de governo contempla os concursos públicos. Não deixou de esclarecer o seu posicionamento como policial que é contra a bandidagem. Como vereador ele mostrou com propriedade conhecer os principais problemas enfrentados hoje por Três Lagoas e mostrou a importância da fiscalização.

Fabricio Venturolli, (Republicanos) falou sobre a experiência de sua vice-candidata Vilma Lara como engenheira e destacou a importância de trabalhos bem feitos nas drenagens e pavimentações asfálticas do município para resolver a questão das enchentes e se posicionou  contrário aos empréstimos milionários. Ele também falou muito sobre a importância de propostas voltadas para preservação do meio ambiente, transporte como a idéia do uso de  um aplicativo que mostre as rotas, tempo e local do transporte público, hoje inexistente na cidade e que pretende implementar. Com seu plano de governo em mãos o Auditor fiscal demonstrou ter planejamentos para diversas questões como: Idosos, esporte e lazer além da parte administrativa.

Divino Lajes ( Avante), de forma simples e direta demonstrou preocupação com propostas na iluminação pública para que os valores praticados diminuam. Falou também da Saúde atual que em sua visão não existe e deixa muito a desejar. E falou da importância da segurança das mulheres.

As perguntas para os candidatos a prefeito, ausentes ficaram sem representantes. O debate pôde trazer a linha de gestão que cada candidato pretende desenvolver em prol de Três Lagoas. Todos foram unânimes em falar dos altos valores arrecadados e que há possibilidades em aplicar bem e muito mais em favor de Três Lagoas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *