Executivo tenta parar investigação e pede o afastamento do vereador denunciante

Na sessão desta terça feira (27), o vereador Gilmar Tosta usou a tribuna para desabafar e deixar sua indignação contra o Prefeito Ângelo Guerreiro que não aceitou ser investigado a pedido do vereador que trouxe a denuncia contra uma empresa presta serviços para a prefeitura e pediu aos demais vereadores que tirassem Tosta da Comissão investigativa.

Tosta declarou que tem o dever de como vereador em investigar e afirmou que  apresentou o pedido de investigação no MPE também e que nada o fará desistir de seu dever como parlamentar.  “O prefeito se opôs em ser investigado e pediu que a Câmara me impedisse de fazer parte da Comissão. O executivo quer “Toler” o papel do vereador no direito de ser membro da comissão investigativa. Aonde nos estamos, em qual lugar do planeta estamos que o vereador não pode exigir que o MPE investigue o patrimônio do povo. Eu achei uma audácia em ser proibido em investigar o prefeito. Quando eu fiz a denuncia eu pedi a investigação, não fiz pré julgamento de ninguém, eu fico muito triste com estas questões e irei continuar investigando. E espero que a Casa decide em me deixar exercer o meu papel o qual e meu de direito” desabafou Gilmar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *