Grupos se reúnem para manifestar contra feminicídio e alertar população

Diante os últimos acontecimentos graves em casos de feminicídio em Três Lagoas e no Estado como um todo, mulheres da sociedade de Três Lagoas estão se mobilizando para realizar um importante manifesto que acontece em dois momentos na próxima quarta-feira (25).

O grupo “mulheres em ação”, com objetivo de trabalhar as causas do social e chamar atenção da sociedade sobre as causas que acontece dentro dela como no caso da violência nos lares, organizou um evento que acontece na Praça do Obelisco às 17h e reunirá famílias de mulheres agredidas, imprensa e contará com diferentes momentos com objetivo de alertar a população sobre a violência vista nesta semana na morte da jovem que foi esfaqueada pelo ex-marido que não aceitava o fim do relacionamento. O caso chocou a comunidade que em nome da vítima, Ana Paula Pagani de Souza, resolveu se manifestar e o evento do final da tarde será como uma voz para que a sociedade fique atenta aos problemas sociais, como o da jovem que perdeu a vida, mas também tantos outros problemas que dizem respeito a sociedade.

O evento da manhã, que acontece às 7h na Praça Ramez Tebet, será um Ato Público contra a violência contra a mulher.

Saiba mais sobre o caso da morte de Ana Paula Pagani

Ana Paula Pagani de Souza, 28 anos, foi morta a facadas pelo ex-companheiro na madrugada desta última segunda-feira (23) em Três Lagoas (MS). O crime ocorreu por volta das 2h45, no bloco 4 do residencial Orestinho e foi motivado pelo autor não aceitar o fim do relacionamento.

Segundo boletim de ocorrência o homem, 25 anos, inconformado com a recusa da mulher, pegou uma faca e começou a correr atrás dela, ela ainda tentou fugir indo para a casa vizinha, mas o homem já havia dado golpes. A jovem veio a óbito antes da policia chegar no local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *