Juiza do TRE adverte promessa do prefeito Guerreiro

Durante a Audiência pública sobre a revisão eleitoral que ocorreu na ultima quarta (25), na Casa de Leis devido o baixo registro da biometria a Juíza Aline Beatriz de Oliveira Lacerda presente no evento, falou que o prefeito Ângelo Guerreiro havia se comprometido em disponibilizar ônibus que levasse os moradores das regiões afastadas até o cartório eleitoral, mas que faltando aproximadamente uma semana para o término do prazo, esta solicitação pedida por ele, não foi feita.

Ela aproveitou a oportunidade e também cobrou o secretário de administração Tabone, presente sobre a possibilidade de mandar mais estagiários no auxilio dos trabalhos da biometria, porque o cartório não tem pessoas suficientes para atender a demanda. “Eu ia falar particularmente com o senhor mas já eu estamos discutindo soluções, peço ao senhor se há esta possibilidade, necessitamos de 8 pessoas para que possamos ampliar o atendimento” solicitou Lacerda.
De pronto Gilmar Tabone se comprometeu em mandar mais 10 pessoas para que pudessem abrir neste próximo sábado (28), além do sábado 5, já previsto.
Eles atribuem a baixa procura na realização da Biometria ao descontentamento das pessoas com o poder político, mas esclareceram que vai além das eleições e que pode acarretar sérios prejuízos para os que não fizerem a Biometria. “Este é um papel de cidadania, o qual quem não fizer a biometria terá seu titulo cancelado, o que poderá gerar inúmeros problemas ao cidadão como o corte dos salários de quem é funcionário publico, suspensão do CPF, proibição de participar de concursos públicos dentre outros” destacou o secretário do comitê gestor Eduardo Nagata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *