Prefeitura condena à falecia empresários que estão impedidos de trabalhar

Há dois meses muitos empresários estão sofrendo com os decretos impostos pelo Comitê de Enfrentamento contra o COVID 19, muitos serviços estão sendo flexibilizados e retornando, mas a intolerância e a seleção feita por alguns órgãos de Três Lagoas tem prejudicados inúmeras famílias, como é o caso da empresa Pirlimpimpim, brinquedoteca, que tem apresentado planos alterativos para a abertura, mas sem sucesso beira a falência.

A empresária neste último final de semana desabafou nas Redes Sociais, e muitos empresários, moradores da cidades e pais tomaram conhecimento do que eles vem passando. A empresa não é escola e o plano de “contingência” foi feito com, inúmeros cuidados previstos em lei, mas foram ignorados e impedidos de reabrir.

Nota publicada

NÃO SOMOS ESCOLA!!!!
Fazemos parte dos serviços essenciais com o nosso cuidado infantil.

Há mais de 50 dias estamos de mãos atadas, vendo a liberação geral de empresas, crianças acompanhando os pais no serviço, nos mercados e farmácias, mesmo após apresentarmos um plano de ação para o retorno das atividades da brinquedoteca Pirlimpimpim, com toda segurança necessária, NÃO há previsão alguma, por parte dos órgãos competentes, para que possamos reabrir nossas portas.
Desta forma, tememos o fechamento definitivo de nossa empresa, já que este é o nosso ganha pão diário, e auxiliamos famílias que trabalham, cuidando de seus filhos de forma segura.

Fica aqui nosso repúdio a flexibilização apenas para alguns, enquanto comerciantes sérios e dedicados perecem.
Como nossa empresa vai se manter fechada por tanto tempo???
Quem irá nos ajudar neste momento tão difícil?
Tanto tempo, carinho, dedicação, amor e dinheiro totalmente fora do nosso controle.
Se você concorda, curta e compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *