Vereador expõe a falta de participação da população e tomadas de decisões “unilaterais” da gestão de Guerreiro

Vereadores falaram sobre os 105 anos da cidade de Três Lagoas, durante a sessão transmitida ao vivo, ontem (16).

O vereador Gilmar Garcia Tosta voltou a falar da falta de participação da população nesta atual gestão executiva e que a população vem sentindo com a falta de interação.

Gilmar Garcia falou sobre os 105 anos, reafirmando as questões da proteção social que ainda se fazem necessárias, como moradia popular. Outra crítica foi quanto ao que chamou de tomadas de decisões unilaterais, sem participação popular. “Percebemos a sociedade se afastando, os conselhos e associações de bairro abandonando a relação que têm com a cidade. Quem está nos bairros deve eleger as prioridades”, defendeu.

Também disse que o nível de arrecadação do município é crescente R$, chegando a cerca de R$ 2,5 milhões por dia, o que, em sua opinião, dispensaria a tomada de empréstimo para obras de infraestrutura.

“Empréstimo endivida o município. Não tem uma escola com período integral, não houve evolução, bairros sem asfalto e abandonados, moradores tristes. Precisamos avançar e integrar a cidade, porque, hoje, ela está sem planejamento”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *