Sem passeatas a campanha SETEMBRO AMARELO contará com mais divulgação nas Redes Sociais

Com a chegada do COVID-19 ,passeatas e outras manifestações tem acontecido de formas variadas e neste mês de setembro, quando é divulgado o SETEMBRO AMARELO, mês de prevenção ao  suicídio, não será diferente, em Três Lagoas. Neste ano a campanha contará como aliada as Redes Sociais.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio de todas as equipes da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), estará se mobilizando em ações, diretamente relacionadas à valorização da vida e à conscientização da importância da prevenção do suicídio, durante todo este mês de setembro, denominado “Setembro Amarelo”.

A RAPS de Três Lagoas compreende as duas unidades de Centro de Atenção Psicossocial – CAPS II e CAPS AD (Álcool e Drogas), a unidade de Residência Terapêutica e o Ambulatório Especializado de Saúde Mental.
Desde 2015, o mês de Setembro é o mês em que se comemora o Dia Mundial  de Prevenção do Suicídio (dia 10). Mas, foi a partir de 2018, que o “Setembro Amarelo” começou a representar importância para a Saúde, graças às ações do CVV – Centro de Valorização da Vida (www.cvv.org.br), entidade de profissionais voluntários que se dedicam à mobilização do valor da vida. Esses profissionais, representando o CVV, estão presentes em mais de 90 postos de atendimento em todo o território nacional, através do telefone 188.
“O Setembro Amarelo é oportuno para todos se mobilizarem e tomarem consciência da importância do valor da vida e da prevenção do suicídio”, observou a coordenadora  da RAPS de Três Lagoas, enfermeira Patrícia Azambuja Alvarenga.
A evidência da pandemia da COVID -19 e observância das medidas de prevenção “não deverão prejudicar toda a mobilização que se faz também importante para a valorização da vida”, ressaltou a enfermeira.
Junto com o destaque ao “amarelo”, como principal cor de decoração dos ambientes de atendimento nas unidades da RAPS e locais públicos, “estaremos usando sempre os recursos da web, em vídeos conferências, eventos e até cursos”, informou.
Conforme assegurou a enfermeira Patrícia, “não teremos as tradicionais caminhadas com ostentação de faixas e cartazes, mas a mensagem da prevenção do suicídio e da valorização da vida deverá ser intensificada neste período de setembro amarelo”.
Entre as ações programadas para este “Setembro Amarelo”, consta também a parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) e a Secretaria de Assistência Social.
Para tanto, “estão programadas capacitações para identificação precoce de prevenção do suicídio e automutilação, principalmente, entre crianças, adolescentes e jovens”, anunciou a coordenadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *